domingo, 5 de maio de 2013

Vinca-maior (Vinca major)


+
Tive o meu primeiro contacto com a vinca ainda em miúdo. Em casa dos meus avós, sobre um amontoado de pedras, a vinca era rainha e senhora. De roxo tingida, surpreendia-me na altura a intensa cor das suas flores.
Uma vez no Alto-Douro, com o meu jardim a ser construído, a vinca não poderia ficar de fora.
Com o intuito de atapetar uma área semi-sombreada, com origem nas margens do Douro transplantei umas dezenas de pés de vinca para o meu jardim.
+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++
Nome vulgar: congonha; congoça; congossa-maior; congossa; congoxa; pervinca; pervinca-maior; vinca-maior.
Família botânica: Apocynaceae.
Nome científico: Vinca major.
Distribuição Geral: Sudoeste e Sudeste da Europa.
Distribuição em Portugal: principalmente no Norte e Centro.
Habitat: matos; ornamental; ripícola; sebes; valados; lugares húmidos e sombrios; margens dos campos.
Floração: março a junho.

Características:
A vinca é uma planta herbácea e perene, de ramagem rastejante. Possui caules longos através dos quais a planta se espalha formando raízes nos pontos em que eles tocam no solo, podendo por isso tornar-se invasiva.

Apresenta folhas brilhantes ovaladas ou cordiformes, coriáceas e opostas. Existem cultivares possuindo folhas com as margens matizadas de creme. Quando observadas à lupa, as folhas possuem cílios bastante evidentes em toda a margem, o que permite facilmente distinguir a Vinca major da Vinca difformis ou mesmo da Vinca minor.
As flores possuem cinco pétalas, são solitárias, axilares, de coloração roxo-azulada com o centro branco. 
A vinca forma rapidamente tapetes densos em áreas semi-sombreadas. Não tolera o calor intenso nem o pisoteio. 
Apresenta baixa necessidade de manutenção - apenas uma poda drástica uma vez por ano para a renovação da folhagem. Multiplica-se por sementes, estaca ou divisão da ramagem enraizada.
Rafael Carvalho / mai2013

8 comentários:

  1. Também tenho e gosto! Por esta altura, no monte de santa luzia, existem tapetes de vinca minor e de uma outra planta de hábito semelhante, mas com flores brancas, que vi misturadas, dá um lindo efeito! :)

    ResponderEliminar
  2. Núria,
    também temos por cá a Vinca difformis, com flor mais clara. Poderá ser essa que vê em Sta. Luzia.
    Cumprimentos.

    ResponderEliminar
  3. Não é vinca, mas é rasteira, tirarei uma foto para lhe mostrar! ;)É bonita, mas penso que é mais invasiva que a vinca...

    E eu queria dizer vinca major, também já vi a difformis noutra parte do monte...

    ResponderEliminar
  4. Núria, a tal planta "invasiva" será a erva da fortuna (Tradescantia fluminensis)?
    Cumprimentos.

    ResponderEliminar
  5. Rafael, uma pergunta se me permite, refere na descrição que a flores possuem cinco pétalas, mas tenho visto algumas com apenas quatro, é a mesma espécie que apresenta variações/mutações ou será uma espécie distinta mas de aspecto semelhante?

    ResponderEliminar
  6. Caro Coelho,
    confesso que me apanhou de surpresa. Nunca vi vincas com apenas quatro pétalas.
    Por vezes o povo dá o mesmo nome a plantas de espécies distintas mas com algumas semelhanças morfológicas. Será o caso?
    Cumprimentos.

    ResponderEliminar
  7. A minha dúvida prende-se com o facto de as que vi serem em tudo idênticas às de cinco pétalas, estando inclusivé misturadas umas e outras. A única página que encontrei na internet com alguma referência a tal ocorrência indica que poderá ser uma mutação, à semelhança do que ocorre com o trevo (trifolium) mas sendo apenas uma opinião pessoal do autor sem qualquer referência, fico na dúvida.
    Deixo-lhe aqui um link para uma fotografia que registei na altura caso sirva de ajuda para identificação.
    http://www.flickr.com/photos/jpcoelho/8745276088/
    Cumprimentos.

    ResponderEliminar
  8. Caro Coelho,
    efetivamente parece ser uma vinca. Com quatro pétalas nunca tinha visto tal!
    Se for uma mutante, deve ser contudo da espécie Vinca difformis e não da Vinca major. As flores da Vinca difformis são mais pálidas e as pétalas mais angulosas.
    Obrigado pela partilha.
    Cumprimentos.

    ResponderEliminar